Tiago, autor em Tiago Faria

All posts by Tiago

agencia marketing digital, como escolher agencia de marketing digital, empresas de marketing digital, agencia de marketing digital preços

Faça Isto e Encontre a Melhor Agência de Marketing Digital para Si

Existem várias agências de marketing digital espalhadas pelo país (e com a facilidade de comunicação, a sua escolha pode estar em qualquer parte do mundo).

Por outro lado, com a propagação do freelancing e assistência virtual, também já é possível contratar profissionais por projeto a um custo muito baixo.

No entanto, existe uma questão que acho essencial desmistificar na altura de escolher uma agência de marketing digital (ou qualquer tipo de agência para a sua empresa):

agencia marketing digital, como escolher agencia de marketing digital, empresas de marketing digital, agencia de marketing digital preços

A de que quanto mais barato, melhor.

Esta abordagem pode parecer benéfica para quem contrata, uma vez que cortará os custos…

Mas será que lhe trará o maior retorno possível?

Será que a solução apresentada é a melhor para os seus clientes?

Será que trará resultados de todo?

Por Que Razão As Empresas Escolhem as Agências de Marketing Digital Mais Baratas

agencia marketing digital, como escolher agencia de marketing digital, empresas de marketing digital, agencia de marketing digital preços

A grande razão pela qual as empresas têm a tendência para pedir vários orçamentos e escolher a mais barata resume-se a isto:

Redução do risco.

Têm medo de investir demasiado e depois não obter o retorno desejado.

Ou seja, não confiam nas aptidões e capacidades das agências para darem resultados, e como tal não querem investir demasiado.

O que acontece aqui são duas coisas:

1) Você estará a escolher apenas com base numa variável (o preço), não levando em conta a real capacidade da agência de fazer a diferença na sua empresa

2) Estará a criar uma “guerra de preços” entre as agências, que puxarão os seus preços o mais baixo possível e, consequentemente, os seus custos, dedicação e tempo. Com isto, o resultado final nunca poderá ser o ideal.

Por isso muitas vezes existe a ideia de que o “marketing digital não funciona”.

Sem ovos não se consegue fazer omeletes.

Mas atenção: com isto não estou a dizer que você deve escolher a agência mais cara.

Isso seria de novo depender apenas de uma variável.

O que estou a dizer é que deve ter em conta outras variáveis que não o preço.

Recomendações de outros clientes, portfólios, e testemunhos são todos elementos interessantes para consultar…

Mas existe uma outra variável que é infinitamente mais importante do que todas as outras:

Pensamento estratégico.

Contratar um Parceiro Estratégico VS Um Fazedor de Tarefas

agencia marketing digital, como escolher agencia de marketing digital, empresas de marketing digital, agencia de marketing digital preços

Imagine o seguinte:

Você tem uma clínica dentária e chega à conclusão de que precisa de um site, porque acha que dará mais visibilidade à sua empresa e porque toda a sua concorrência tem sites.

Faz uma pesquisa na Google para encontrar agências que façam websites.

Envia pedidos de proposta a 5 agências.

4 delas enviam imediatamente propostas muito parecidas para criação de um site simples (na maior parte das vezes com base em templates…), sem qualquer contexto adicional…

Mas uma delas pede para marcar uma reunião para perceber um pouco melhor a sua empresa.

Você inicialmente pensa para si mesmo “mas eu só quero um site”... mas como gostou da abordagem, aceita agendar reunião.

Nessa reunião, a consultora da agência mostra-se verdadeiramente curiosa, e faz imensas perguntas sobre a sua empresa, os seus objetivos, e os seus obstáculos.

Pergunta também o que tem feito até agora para atingir estes objetivos e ultrapassar estes obstáculos.

Anota todas as suas respostas, e repete de volta aquilo que está a ouvir para garantir que estão em sintonia.

Em nenhum momento menciona as características do novo site, ou das soluções fantásticas que a agência tem para oferecer.

Com base nas suas respostas, chegam ambos à conclusão que:

  • A sua clínica está totalmente dependente dos clientes que já estão consigo há muitos anos
  • Esses clientes habituais voltam em média 1x por ano, pois você tem que se lembrar sempre de lhes ligar
  • Tem dificuldade em angariar novos clientes por que é difícil encontrar a sua clínica online, perdendo clientes para a concorrência
  • Atualmente fatura 100.000€/ano, e o seu objetivo é atingir os 200.000€/ano (ou seja, duplicar a faturação no próximo ano)

Com base nestas conclusões, a consultora elabora um plano de ação, mostrando que a clínica precisa de:

  • Não apenas um site, mas um funil de vendas que torne visitantes em leads qualificadas, e que incentive as pessoas a visitarem a sua clínica
  • Geração de tráfego online para atrair potenciais clientes para o seu site (marketing de conteúdo e publicidade online)
  • Um sistema de CRM e Automação de Email para comunicar regularmente com os seus potenciais clientes, e relembrar clientes para visitas de rotina de 6 em 6 meses
  • Optimizar a sua presença no Google Maps, criando uma conta Google My Business, para captar pessoas que façam pesquisas locais
  • Uma sessão de estratégia de 3 horas com a sua equipa, para analisar a fundo o seu segmento de mercado e público-alvo (para que todo o material de marketing seja relevante para a sua audiência), a sua clínica e oferta (para criar uma escada de valor e aumentar a sua oferta), e a sua concorrência (para saber onde podemos obter vantagem competitiva)

No final, a consultora diz que normalmente para se resolver este tipo de problema, cobra-se 10% pelo primeiro ano de receitas geradas pelo site…

E pergunta se estaria confortável em investir cerca de 8.000€ e 12.000€ neste projecto.

Neste ponto, dois cenários poderiam acontecer:

1) Você diz que é demasiado caro do que aquilo que estava a pensar gastar, e diz que recebeu propostas por 1.000€

Neste caso, a consultora diz que adorava trabalhar consigo, mas que por esse valor é impossível criar um projeto desta dimensão e trazer estes resultados.

No entanto, diz que se tudo o que precisa é um site simples, tem um contato de um freelancer da sua confiança que pratica preços semelhantes, e que teria todo o gosto em dar a sua referência.

2) Você diz que pode ser possível, mas que precisa de ver uma proposta com tudo discriminado, para discutir e decidir com os seus sócios.

A consultora diz que ao final do dia irá enviar um email a resumir tudo o que foi discutido, e no dia seguinte uma proposta detalhada.

​Factores a Considerar na Escolha de Uma Agência de Marketing Digital

agencia marketing digital, como escolher agencia de marketing digital, empresas de marketing digital, agencia de marketing digital preços

O que é que a consultora fez nesta primeira reunião?

Posicionou-se como uma expert na área.

Como alguém que quer ajudar a resolver os seus problemas, e não a vender soluções que não acrescentam qualquer valor para a sua empresa.

Posicionou-se como uma verdadeira parceira de negócio, VS uma mera “fazedora de tarefas” paga à hora.

Posicionou-se como alguém que realmente quer ajudar a alcançar os seus objetivos e que sabe o que é preciso para os alcançar.

E que não se limita a apenas uma solução para todos os problemas (como muitas agências de marketing digital)...

Como viu no caso acima, a ideia inicial era criar um website para aumentar a visibilidade…

No entanto, depois da exploração inicial, viu-se que um simples site não resolveria os verdadeiros problemas da clínica.

Portanto, quando escolher uma agência de marketing digital, considere sempre os seguintes pontos:

  • Mostra verdadeiro interesse em descobrir os meus problemas e objetivos?
  • Faz mais perguntas do que fala, e chega a conclusões em conjunto consigo? (não existem soluções genéricas, cada caso é diferente)
  • Demonstra curiosidade e é bom ouvinte? Mostra empatia e cria rapport consigo?
  • Pratica preços baseados em valor criado em vez de preços por hora?
  • Oferece soluções para problemas (mesmo que saiam do seu escopo de trabalho) em vez de impingir serviços pré-definidos?
  • Inclui uma sessão de estratégia completa (paga) para analisar a fundo o seu público-alvo, a sua empresa, e a sua concorrência?
  • Mostra profissionalismo em cada interação consigo e “faz aquilo que diz”? (em pormenores como por exemplo enviar um email logo após a primeira reunião)

Como conclusão final…

Evite agências que vêm com um pitch sobre o quão maravilhosas são.

Escolha agências que querem encontrar a solução ideal para si, mesmo que isso signifique trabalhar com outras agências.

Contrate pensamento estratégico, não contrate fazedores de tarefas.

Para crescer o seu negócio tem que se rodear de pessoas que realmente acrescentem valor em áreas que você não domina (ou não tem tempo para dominar).

Um abraço,

-Tiago “estratega” Faria

Como uma mensagem simples pode impactar milhões com Edson Athayde

Como Uma Mensagem Simples Pode Impactar Milhões com: Edson Athayde

Qual é a mensagem que você quer transmitir para o seu público-alvo?

O que é que você quer que a sua marca signifique para as pessoas?

Como vimos há uns episódios atrás, uma marca não é um logotipo.

Uma marca, é o que as pessoas pensam e sentem sobre a sua marca.

O que é que você quer que as pessoas sintam sobre a sua marca?

Como uma mensagem simples pode impactar milhões com Edson Athayde

Quer que seja vista como a opção mais barata por não transmitir nenhuma mensagem especial... apenas como a marca do "leve 2 pague 1"?

Ou quer que seja vista como a única opção viável para os seus clientes, pela ligação emocional que cria?

Pois bem, para o episódio 47 d'O Podcast do Tiago trago o criador do famoso anúncio da Telecel "Tou xim? É pra mim!"...

Alguém que é capaz de contar histórias simples, impactantes e relevantes em poucos segundos através do vídeo...

Ele chama-se Edson Athayde, CEO e diretor criativo da FCB Lisboa, e hoje vai mostrar-lhe como comunicar os valores de uma marca através de anúncios em vídeo.

Mais "bombas de conhecimento"!

Nesta entrevista vai descobrir:

  • 09:30: a curiosa razão pela qual escolheu Portugal como destino aos 23 anos
  • 22:20: a origem da épica campanha publicitária da Telecel "Tou xim? É pra mim!"
  • 25:28: o segredo do sucesso nas suas campanhas publicitárias: a simplicidade
  • 28:30: a "cientificação" do storytelling
  • 34:27: a sua opinião sobre ganhar prémios ou fazer anúncios que realmente vendem
  • 41:48: o impacto que o digital teve no mundo da publicidade
  • ...e muito mais bombas de conhecimento!

Sem mais demoras, eis o vídeo:

Se preferir apenas ouvir este episódio, oiça a versão podcast:

Se gostou da entrevista, não se esqueça de dar um "gosto" e subscrever ao canal para ver futuros vídeos.

Ah e claro, "faça todos os sociais"

Se tiver alguma pergunta, dúvida, ou sugestão, por favor deixe um comentário abaixo.

Um abraço,

-Tiago "onde você estiver, está lá" Faria

Trabalhar por conta própria com Ludmila Rebola

O que Deve Saber para Trabalhar por Conta Própria com: Ludmila Rebola

Quando se quer pôr uma ideia de negócio em prática...

A tendência é pensar logo: "tenho que criar uma empresa".

No entanto, esse mindset nem sempre é o mais correto.

Aliás, na maior parte dos casos nem sequer faz sentido.

Para além de não compensar criar empresa nos primeiros tempos de atividade, trabalhar por conta própria tem muitas vantagens.

Trabalhar por conta própria com Ludmila Rebola

A convidada do episódio 46 d'O Podcast do Tiago Faria chama-se Ludmila Rebola...

E ela vai explicar-lhe tudo aquilo que tem que saber se quiser iniciar a sua atividade por conta própria, incluíndo os maiores erros a evitar.

Mas não só:

Vamos abordar o tópico de criar empresa na Estónia (o famoso "e-residency")...

E sobre um projeto extremamente interessante que a Ludmila está a desenvolver...

Tudo para que possa pagar menos impostos do que precisa!

Mais "bombas de conhecimento" a caminho...

Nesta entrevista vai descobrir:

  • 15:45: ponto de viragem na sua carreira: a Krystel Leal
  • 18:00: as dificuldades e obstáculos no início da sua carreira a solo (mesmo trabalhando de casa)
  • 19:04: o fator que a desapontou mais a trabalhar por conta de outrém
  • 21:39: o maior erro que os empreendedores cometem quando começam a trabalhar por conta própria
  • 28:45: as 3 coisas fundamentais que qualquer empreendedor deve saber antes de começar a trabalhar por conta própria
  • 32:45: abrir empresa em Portugal ou... na Estónia? Será que o e-Residency vale a pena?
  • ...e muito mais bombas de conhecimento!

Sem mais demoras, eis o vídeo:

Se preferir apenas ouvir este episódio, oiça a versão podcast:

Se gostou da entrevista, não se esqueça de dar um "gosto" e subscrever ao canal para ver futuros vídeos.

Ah e claro, "faça todos os sociais"

Se tiver alguma pergunta, dúvida, ou sugestão, por favor deixe um comentário abaixo.

Um abraço,

-Tiago "por conta própria" Faria

o detalhe que faz com que perca clientes todos os dias

O Detalhe que Faz com que Perca Potenciais Clientes Todos os Dias

Durante 8 anos morei em Dublin, República da Irlanda.

Metade deles com a minha mulher, a Natasha.

Uma das coisas que mais gostávamos de fazer, era almoçar e jantar fora em restaurantes coreanos.

(A oferta de restaurantes asiáticos em Dublin é incrível!)

Há qualquer coisa naquela comida que nos fascina... (será o picante?)

O detalhe que faz com que perca potenciais clientes todos os dias

Num desses dias, resolvemos experimentar um restaurante novo.

Nunca nos tinha sido recomendado por amigos, mas ao pesquisar no Google reparei que um deles tinha a classificação de estrelas mais alta de todos os restaurantes coreanos...

E imensos comentários, todos falando maravilhas da comida, dos preços acessíveis, e do serviço atencioso.

Tínhamos que experimentar!

Decidimos enfrentar o vento e a chuva típica Irlandesa, e lá fomos.

No entanto, quando chegámos ao local indicado no Google Maps, deparámo-nos com um supermercado asiático.

Será que a morada estava errada no mapa?

Enquanto eu olhava à volta para tentar encontrar o restaurante, a Natasha resolve entrar no supermercado.

Pergunta à senhora da caixa se sabia onde ficava o restaurante, ao que ela responde, rindo:

"É ali atrás daquelas prateleiras".

E não é que era mesmo?

restaurante coreano

O restaurante ficava lá ao fundo, literalmente por trás das prateleiras do supermercado.

O espaço era minúsculo...

Cheirava a gordura, os pratos eram de plástico colorido, e as mesas não pareciam bem limpas.

No entanto, olhámos um para o outro, e decidimos dar uma hipótese e experimentar.

E... não é que os comentários eram verdade?

Adorámos a comida, o serviço foi 5 estrelas, e cada um dos nossos pratos ficou abaixo dos 10€ (o que em Dublin é raríssimo).

Agora imagine comigo:

Se eu e a Natasha não tivessemos visto os comentários no Google, muito provavelmente nunca passaríamos por aquele local.

Ou mesmo se por acaso entrássemos no supermercado, e vissemos que havia um restaurante por trás de umas prateleiras, sujo e a cheirar a gordura...

A probabilidade de nos sentarmos a comer seria muito baixa (ou mesmo zero).

Ora, este exemplo mostra o poder dos comentários e recomendações online.

Hoje em dia, as pessoas confiam nos comentários online tanto quanto as recomendações de amigos ou familiares...

Quer seja no processo de decisão de qual restaurante frequentar, que clínica fazer marcação, ou que contabilista escolher.

Focando agora no seu caso:

Como está a classificação no Google do seu negócio? E em outros sites de classificações, como o Facebook ou Yelp?

Quantos comentários tem?

Se não souber, ou se por outro lado, tiver classificações baixas ou poucos comentários...

Pode estar a perder oportunidades todos os dias.

Se tiver interesse em saber como está a sua reputação online atual, terei todo o gosto em partilhar consigo gratuitamente um relatório detalhado, assim como estratégias para refletir a reputação que já tem na vida real para o mundo digital.

(E, quem sabe, descubra comentários sobre o seu negócio em sites que nem sabia que existiam!)

Peça agora gratuitamente o seu relatório de reputação online detalhado, preenchendo o formulário abaixo:

Este poderá muito bem ser o alavanque que o seu negócio precisa para arrancar 2020 em força.

Um abraço,

Tiago "adora kimchi e bibimbap" Faria

como atrair clientes, como atrair clientes novos, como atrair clientes para loja, como atrair clientes para restaurante, como atrair clientes para um bar, como atrair clientes para salão, como atrair clientes online

Triplete Google: Como Atrair Clientes para o Seu Negócio Local em 2020

Se tem um negócio local como por exemplo uma loja, restaurante, bar, café, salão de beleza, cabeleireiro, agência ou oficina...

E quer atrair mais clientes agora e garantir que no futuro continua a gerar leads...

Este artigo é extremamente importante para si.

Estamos a passar por um período estável na economia mundial, em que o consumo de produtos/serviços não essenciais é ainda bastante alto.

como atrair clientes, como atrair clientes novos, como atrair clientes para loja, como atrair clientes para restaurante, como atrair clientes para um bar, como atrair clientes para salão, como atrair clientes online

No entanto, acredito que em breve entraremos num novo período de recessão, depois de mais de 10 anos de crescimento e fartura (após a crise financeira mundial de 2007-2008).

Fazer negócio nos próximos anos irá tornar-se cada vez mais difícil para as mais de 700 mil pequenas e médias empresas em Portugal

Por outro lado, acredito piamente que as pequenas e médias empresas podem mesmo assim crescer durante períodos de crise.

Como assim? Crescer?

Exatamente.

Aquelas empresas que apostarem na optimização para motores de busca (SEO) irão não só sobreviver, mas também prosperar!

A verdade é que hoje em dia, as pequenas e médias empresas que não aparecem no topo dos resultados de pesquisa do Google…

Estão lentamente a morrer!

Quando as pessoas procuram por uma solução para o seu problema ou para uma necessidade específica (quer seja entretenimento, saúde, beleza, arranjos, apoio legal, etc), pegam no seu telemóvel…

E procuram por uma resposta no Google.

A empresa que aparecer no topo dos resultados de pesquisa, vai obter a maioria dos cliques e muito provavelmente atrair mais clientes para o espaço físico.

Ao invés, as empresas que não aparecem no topo dos resultados de pesquisa irão sofrer…

Principalmente as empresas locais, que servem uma cidade ou bairro específico.

Pense comigo:

Quando a recessão económica acontecer (que vai acontecer, mais cedo ou mais tarde…), já não existirá tanto “tráfego” diário a visitar o seu espaço físico.

As pessoas estarão mais em casa, o “passa-palavra” será cada vez menor, e tudo o que antes lhe trazia negócio deixará de funcionar.

No entanto, quando as pessoas realmente precisarem de algum produto ou serviço perto de si (quer sejam residentes, quer estejam apenas de passagem), o que irão fazer?

Exatamente. Pegar no seu telemóvel...

Pesquisar no Google, e escolher a empresa que aparece no topo das pesquisas.

Como tal, é essencial ter a sua presença totalmente optimizada para aparecer nos resultados de pesquisa Google sempre que alguém pesquisa por uma palavra ou frase relacionada com o seu negócio e local.

Neste artigo irá aprender exatamente como garantir que a sua presença está optimizada, para que possa atrair clientes de forma constante para o seu espaço físico ou negócio local.

Antes de mais, vejamos o espaço que tem disponível no Google:

O Triplete Google: Domine o Seu Espaço nos Resultados de Pesquisas Locais

resultados de pesquisa google

Repare na imagem acima.

Quando um utilizador pesquisa no seu telemóvel por “substituir vidro automovel lisboa”, ou simplesmente “substituir vidro automovel” estando localizado em Lisboa, isto é o que vai ver logo de início.

Neste tipo de pesquisas locais, a caixa do Google Maps aparece bem destacada no topo (número 2 na imagem acima), onde é mostrada uma lista de 3 empresas locais.

Por outro lado, abaixo da caixa do Google Maps, verá que aparecem os resultados de pesquisa “orgânicos” (número 3 na imagem acima), ou seja, páginas de websites específicos que incluem palavras-chave relacionadas com a pesquisa.

Estes dois tipos de resultados são os mais comuns, mas existe também a possibilidade de investir em anúncios Google Ads (número 1 na imagem acima). Esta é a maneira mais rápida de garantir o primeiro lugar nas palavras-chave mais importantes.

No exemplo acima, repare na presença que a empresa “NewGlass” tem nos resultados desta pesquisa:

Anúncio no topo da página (1 link), primeiro lugar na lista do Google Maps, com 2 possíveis links, e primeiro lugar nos resultados orgânicos com mais 1 link.

Ou seja, total de 4 links imediatamente visíveis para o utilizador.

Domínio completo nesta pesquisa, captando a vasta maioria do tráfego e, por consequência, as visitas ao seu espaço.

Este deverá ser o seu objetivo final!

Ou seja, atingir aquilo a que chamo de “O Triplete Google”: Anúncio Google Ads, Google Maps, e Resultados Orgânicos de uma só vez.

Se o conseguir, a vasta maioria dos utilizadores irão clicar nos seus links (para o seu website ou perfil de empresa Google), ou mesmo fazer uma chamada diretamente dos resultados da sua pesquisa!

Enquanto que a sua concorrência local permanecerá invisível sempre que alguém faz uma pesquisa relacionada com o seu negócio…

Ficando dependente do “passa-palavra”, ou de transeuntes que passem pelo seu espaço físico.

Mas então, como pode garantir que está presente em todas as pesquisas relevantes para o seu negócio local?

O que Faz a Diferença nos Resultados de Pesquisas Locais

Para que o seu negócio local obtenha sucesso no Google, existem 6 componentes necessárias.

Mas não se preocupe, não precisa de investir em todas as áreas ao mesmo tempo! Lembre-se que tudo o que falarei neste artigo será o cenário ideal.

Dependendo do seu estado atual, existirão oportunidades diferentes para começar a fazer a diferença no seu negócio.

Vejamos então as 6 componentes necessárias para dominar os resultados de pesquisa Google:

1) Website em WordPress Optimizado para SEO

2) Google My Business (GMB)

3) Citações de Nome, Morada, e Telefone (NMT)

4) Classificações e Gestão de Reputação

5) Anúncios Google Ads

6) Resultados Orgânicos

Vejamos detalhadamente cada uma das componentes, para que perceba a sua importância:

1) Website em WordPress Optimizado para SEO

como criar um site, criar um site, fazer um site, Como criar um website, website optimizado para SEO, wordpress

Tal como o seu espaço físico é a sua base na vida real, é fulcral ter a sua base online.

E não, a sua base online não pode ser a sua página Facebook, ou TripAdvisor…

Você não tem qualquer controlo sobre essas plataformas. Estas podem fechar, mudar de termos e condições ou de algoritmos, pelo que estar 100% dependente destas é um erro crasso, que infelizmente é bastante comum.

Portanto, o primeiro sítio onde deve incluir corretamente o Nome, Morada e Telefone (mais à frente falaremos da importância deste aspeto) da sua empresa é no seu próprio website.

Repito: no seu “próprio” website.

Criar websites em plataformas gratuitas ou em plataformas tudo-em-um como o Wix, ou o Webnode é abdicar do controlo do seu website…

Tal como nas redes sociais, o conteúdo e todo o trabalho que tiver a criar um website nessas plataformas pode ir por água abaixo assim que essa plataforma fechar, mudar os termos e condições, ou simplesmente resolver banir a sua conta sem dar explicações.

Mas atenção:

Com isto não quero dizer que você não deve criar uma página Facebook, YouTube, Instagram ou qualquer outra plataforma onde a sua audiência congrega…

Essas plataformas serão essenciais para aumentar o seu alcance online, mas o conteúdo inserido deve sempre redirecionar o utilizador para a sua base online.

Neste artigo explico a importância de controlar a sua presença online.

Mas então qual deve ser a sua base online, que controla por completo?

Website em WordPress.

O WordPress é um gestor de conteúdo open source (código aberto), e é construído num servidor escolhido por si.

Com o WordPress você escolhe o seu domínio, constrói o seu website numa plataforma open source que controla, e escolhe um servidor próprio.

Terá controlo absoluto sobre todas estas componentes, mas mais importante que isso…

O Google adora o WordPress! Trata-se de uma plataforma totalmente formatada para obter rankings nos resultados de pesquisa.

Não é por acaso que 27% dos websites online são construídos em WordPress, e que sites como o Forbes, The New York Times, ou Sony são construídos na plataforma.

Se ainda não criou o seu website, ou se tem um website criado numa plataforma que não controla, não perca mais tempo...

Veja a fundo quais as razões pelas quais considero o WordPress a melhor plataforma para criar websites e blogs, saiba como escolher um servidor, veja como escolher um nome de domínio, e aprenda a criar um site/blog de raíz.

2) Google My Business (GMB)

google my business, google empresa

Assim que o seu website em WordPress está pronto, e inclui o Nome, Morada e Telefone da sua empresa em todas as páginas (repito, importantíssimo!)…

O Google My Business (GMB) é o próximo passo.

Na verdade, este é o passo mais importante para aumentar a probabilidade de o seu negócio aparecer nos resultados de pesquisa Google Maps para as palavras-chave mais relevantes.

O Google My Business é um sistema que lhe permite criar um perfil de empresa gratuitamente, para que a localização e informação do seu negócio local possa aparecer no Google Maps e nos resultados de pesquisa Google.

Vá agora a https://www.google.com/intl/pt-PT_pt/business/

Se ainda não o fez, primeiro tem que requisitar um postal que o Google lhe enviará, para que a morada do seu negócio seja confirmada (que pode demorar até 2 semanas).

Em alguns casos, pode também verificar o seu negócio através de telefone ou email.

O Google faz isto para verificar se são empresas verdadeiras e evitar perfis falsos.

Siga as instruções para criar o seu perfil de empresa, garantindo que o seu Nome, Morada e Telefone correspondem ao que definiu no seu website.

Dois passos importantes:

1) Se fornece serviços ou faz entregas fora do seu espaço físico, selecione a opção “Forneço bens e serviços aos meus clientes

google my business, morada google my business

Isto irá expandir o seu perfil no mapa Google, e incluirá a área que o seu negócio serve.

Insira os diferentes áreas que serve ou selecione uma distância em torno da localização da sua empresa.

2) Insira uma categoria principal, e depois de terminar a configuração inicial do seu perfil, insira mais categorias relevantes.

Nas “Informações” da sua página Google My Business, poderá indicar ao Google quais as várias categorias que definem o seu negócio:

google my business categorias

Pode escolher 9 categorias adicionais, pelo que é importante basear a sua escolha numa análise detalhada de palavras-chave.

Imagine que você tem um cabeleireiro…

Podia escrever “cabeleireiro” e ver as sugestões oferecidas pelo Google.

A primeira sugestão que aparece é “salão de cabeleireiro”, pelo que seria uma categoria relevante para o seu negócio.

Com base na análise de palavras-chave, podia preencher categorias adicionais e encontrar as mais relevantes para o seu negócio.

Não se limite a escolher apenas uma categoria genérica, uma vez que isso é o que a sua concorrência está a fazer…

Supere a sua concorrência, escolhendo categorias adicionais para a sua listagem no Google My Business.

3) Citações de Nome, Morada e Telefone (NMT)

yelp, tripadvisor, zomato

Assim que tem o seu perfil de empresa no Google My Business (GMB) criado e optimizado com a informação correta do seu negócio, seguem-se as citações.

Mas o que são as citações?

Como o nome indica, trata-se de “citações” sobre a sua empresa em websites terceiros.

É importante reforçar a informação que vem no seu site e no Google My Business com informação vinda de websites externos, tais como diretórios de empresas locais, websites de classificações de empresas, ou redes sociais.

O Google vai verificar a informação inserida no Google My Business, e comparar com a informação inserida nestes websites externos.

Quando toda a informação está perfeitamente alinhada, ou seja, quando o Nome, Morada, e Telefone condizem com o que vem no seu website, GMB e websites externos, o seu ranking no Google subirá.

Quer seja em websites como o TripAdvisor, Zomato, Facebook, ou qualquer outro website/diretório de classificações, você precisa obrigatoriamente de tomar controlo sobre listagem do seu negócio…

E reivindicar o seu negócio em cada um destes websites!

Lembre-se que muitas destas citações aparecem automaticamente, como resultado de agregação de dados e fluxo de informação entre diretórios…

O que faz com que seja absolutamente crucial que tome controlo sobre a precisão da informação, para que possa corrigir erros, prevenir perda de clientes, e prevenir que o seu ranking no Google seja prejudicado.

Repito de novo: é crucial que o Nome, a Morada e o Telefone (reparou nas vezes que estou a insistir nisto?) do seu negócio seja inserido de forma consistente em cada uma destas plataformas, e que seja igual ao que inseriu no seu website e Google My Business.

O Google vai verificar se a informação é consistente nas várias plataformas online (quantas mais e de melhor qualidade, melhor!), e quando assim é, vai confiar na validade da informação e aumentar as chances do seu negócio obter bons rankings nos resultados de pesquisa.

4) Classificações e Gestão de Reputação

classificações, comentários, reviews, gestão de reputação

Pergunta rápida para si:

Imagine que deseja fazer uma remodelação na sua casa em Lisboa.

Tem um orçamento de 6.000€ e está pronto para começar a receber orçamentos… a que empresas vai ligar?

Bom… se você for como a maioria dos proprietários, pega no seu telemóvel e pesquisa no Google por uma palavra-chave que acha que descreve melhor o serviço que deseja.

“empresas de remodelações Lisboa” seria uma das primeiras pesquisas…

Nos resultados da sua pesquisa, a primeira coisa que aparece são os resultados do Google Maps (imagem abaixo), listando 3 negócios locais…

Como utilizador, qual capta a sua atenção?

Para a maioria das pessoas, as classificações de “estrelas” captam a sua atenção e no seu subconsciente começam a comparar.

Veja a imagem abaixo com os resultados de pesquisa:

classificações google maps, google maps, comentários google maps

Um tem classificação de 1.0…

Outro tem classificação de 4.0…

E outro tem classificação de 5.0…

Para qual ligaria primeiro?

Fácil… a maioria das pessoas confiam na opção com a classificação mais alta.

E isto é especialmente importante para serviços caros, onde o utilizador quer absolutamente garantir que fez a escolha acertada.

As pessoas confiam nas classificações online, quer sejam na Amazon, Google, ou qualquer outro website.

Antigamente as empresas incluíam a sua informação nas Páginas Amarelas e as pessoas não faziam ideia de qual a experiência de clientes anteriores…

Mas hoje em dia a história é diferente: as classificações estão em todo o lado e é mais fácil que nunca avaliar uma empresa publicamente.

Nesse sentido, é absolutamente crucial controlar e coordenar a reputação do seu negócio online, por forma a aumentar as suas classificações positivas.

Para além disso, existe uma correlação forte entre o número de classificações de um negócio e o seu ranking no Google Maps!

De acordo com este estudo, os negócios locais que aparecem nos 3 primeiros lugares do Google Maps tem em média 47 classificações Google…

E ainda mais importante, de acordo com outro estudo da mesma fonte, 23% dos cliques nos resultados de pesquisa foram influenciados pelo número visível de classificações.

Portanto, como vê, é essencial aumentar a quantidade e qualidade das classificações que obtém…

Não só no Google, mas também em todos os outros websites que incluem classificações do seu negócio, como o Facebook, Zomato, ou TripAdvisor (que aparecem no Google como “Comentários da Web”).

Repare como a reputação online se tornou incrivelmente proeminente nos resultados de pesquisa Google:

reputação resultados google, resultados de pesquisa google

Mais de metade da página são resultados de reputação online, o que há uns anos atrás não era o caso.

E isto está a acontecer hoje em dia com a sua marca!

Bom, mas então como pode controlar e influenciar as classificações do seu negócio online?

1) Escolha as Suas Prioridades

Antes de mais, precisa de saber quais os websites de classificações que precisam de mais atenção.

Ou seja, quais os websites que são importantes para o seu negócio e que não têm classificações…

E quais os websites que têm mais classificações negativas. Aqui é essencial focar no Google e Facebook, que são os mais importantes e cujas classificações são mais proeminentes nos resultados de pesquisa.

Faça pesquisas online pelo nome da sua empresa, e entre em cada um desses sites.

Veja de onde vêm a maioria das classificações e comece a monitorizar e a responder ativamente.

2) Crie um Sistema

Pense comigo:

As pessoas normalmente queixam-se ou fazem críticas negativas quando se sentem frustradas.

Ou seja, quando compraram um produto ou serviço, e a sua empresa não resolveu os seus problemas ou necessidades específicas.

Ora, a melhor maneira de resolver este problema é ser proativo, e criar um sistema de pré-qualificação de comentários/classificações.

Assim que o comprador completa uma transação, é crucial pedir feedback imediatamente, para absorver qualquer tipo de comentário antecipadamente!

Pode por exemplo criar um classificador de 5 estrelas no seu próprio site, e encaminhar os compradores para essa página, pedindo que classifiquem a qualidade da experiência com a sua marca.

Se essa classificação for negativa, você terá a hipótese de resolver o problema rapidamente, satisfazer o cliente, e evitar comentários negativos em sites de classificações.

Se essa classificação for positiva, você terá a hipótese de pedir ao cliente para lhe deixar um comentário e classificação positiva num site de classificações como o Google Maps ou o Facebook.

Ora isto é possível através da automação de email e de autoresponders.

Crie uma lista de emails e estabeleça uma automação de email, para que sempre que haja uma transação, o cliente receba um email a pedir feedback.

Desta maneira garante que obtém feedback rapidamente, e encoraja comentários positivos.

Por outro lado, ajuda a responder a qualquer problema instantaneamente, em vez de deixar o cliente sentir-se cada vez mais frustrado.

E finalmente, este sistema permite-lhe direcionar os seus clientes satisfeitos para os sites onde mais precisa de classificações positivas.

Se quiser uma solução "feita para você", que automaticamente peça comentários 5 estrelas a clientes satisfeitos, e filtre comentários negativos, saiba mais sobre o meu sistema de gestão de reputação online aqui.

3) Responda a Todos os Comentários, Especialmente aos Negativos!

Antes de mais, desmistifiquemos os comentários negativos.

Os comentários negativos podem ser muito bons para o seu negócio, uma vez que lhe permitem ver que áreas deve melhorar, para servir melhor o seu mercado.

Por outro lado, não ter qualquer comentário negativo nem sempre é uma boa ideia.

Ter alguns comentários negativos faz com que a sua empresa pareça verdadeira.

A solução? Simplesmente responda a cada comentário, agradecendo o tempo despendido, e resolvendo a situação de imediato (quer seja através de um desconto futuro, devolução, ou outro tipo de solução de valor).

As suas respostas irão mostrar que você de facto se importa com os seus clientes, melhorando a sua reputação…

Isto para além de ajudar o seu negócio a melhorar os seus produtos/serviços, melhorar os seus processos de venda, e conteúdo de marketing!

4) Promova a Sua Reputação Online

E finalmente, assim que angaria uma vasta quantidade de comentários positivos, não se esqueça de os usar para promover a reputação seu negócio!

Monitorize todos os seus comentários, e use os comentários mais completos e atrativos (veja aqui como obter comentários que persuadem outros clientes) no seu website!

Crie uma página no seu website onde partilha os melhores comentários. Inclua comentários em páginas de conversão (quer seja a encorajar um telefonema, um formulário de contacto, ou geração de leads).

Partilhe os melhores comentários nas redes sociais e use-os como conteúdo.

Os testemunhos são uma maneira incrivelmente poderosa de obter validação de terceiros no seu website, fazendo com que outras pessoas promovam o seu negócio por si…

Aumentando a confiança na sua marca e facilitando a decisão de compra.

5) Anúncios Google Ads

anuncios google ads, google adwords

Se já tiver um website bem optimizado para conversões (ou seja, que converta facilmente tráfego em leads, e leads em clientes)...

Os anúncios Google Ads são uma oportunidade de crescer rapidamente!

Uma vez que assim que inicia uma campanha, estes anúncios aparecerão imediatamente! (em vez de esperar por indexação de resultados).

E melhor que isso: aparecerão exatamente no topo dos resultados de pesquisa (posição 1 do “Triplete Google”), e captarão a atenção da vasta maioria dos utilizadores.

No Google Ads, você tem a possibilidade de escolher as palavras-chave que são mais relevantes para o seu negócio (utilizando o “planeador de palavras-chave” para ver quais têm o maior volume de pesquisas e menor custo por clique)...

E criar anúncios específicos que respondam à pergunta do utilizador, e convidem a visitar o seu website para obter a solução!

A grande vantagem do Google Ads é que você pode mostrar os seus anúncios a milhares de pessoas, e apenas pagar cada vez que alguém clica nos seus anúncios! (custo por clique).

Por outro lado, existem maneiras de rastrear a performance das suas campanhas, e medir exatamente qual é o retorno do seu investimento.

Por exemplo, é possível criar campanhas de “apenas de chamadas”, em que os anúncios incluem um link para ligar diretamente para o seu contacto telefónico…

E assim calcular o custo por cada clique de chamada, e comparar com o retorno obtido como resultado das chamadas obtidas.

Ou mesmo medir o custo por cada clique para o seu website, comparando com o número de reservas ou leads obtidas.

Extremamente fácil de medir o retorno, e resultados imediatos!

Mas lembre-se: antes de começar a usar o Google Ads é essencial ter o seu website optimizado para a conversão, e processos que garantam que cada lead/contacto obtido converte em cliente de forma regular e previsível.

6) Resultados Orgânicos

resultados organicos google, seo

Uma dose de honestidade aqui:

Fazer com que o seu website obtenha rankings altos nos resultados de pesquisa orgânicos no Google (posição 3 do “Triplete Google”) não é algo que se atinja instantaneamente.

Para se obter resultados visíveis, é necessária uma estratégia de conteúdo regular, constante e consistente durante 3-6 meses.

Ao contrário dos outras componentes do “Triplete Google” (onde pode obter resultados instantaneamente ou no curto prazo), o tempo é o segredo do sucesso nos resultados orgânicos.

No entanto, o retorno que pode obter a longo termo é incrivelmente poderoso!

Os resultados do seu esforço durante esses 3-6 meses a criar conteúdo será recompensado com tráfego gratuito e constante para o seu website…

Durante anos e anos!

Aumentando ao mesmo tempo a autoridade da sua marca, e posicionando o seu negócio como a única solução viável para os problemas do seu público-alvo.

Mas então, o que é preciso para obter rankings altos nos resultados de pesquisa orgânicos?

1) Ganhe o Hábito de Fazer Pesquisa de Palavras-Chave

A pesquisa de palavras-chave será o seu guia para o crescimento do seu website tanto no curto prazo como no longo prazo.

Na verdade, este passo é aquele que fará a maior diferença no seu negócio!

Ganhar o hábito de analisar o tipo de palavras-chave que os utilizadores usam para pesquisar por tópicos relacionados com o seu negócio…

E criar conteúdo que responda a essas perguntas é meio caminho andado para obter mais visibilidade online, mais cliques, e mais visitas ao seu espaço físico.

Existem várias ferramentas de análise a palavras-chave no mercado, mas eu apenas recomendo que utilize uma: KW Finder.

Esta ferramenta tem uma versão gratuita que é mais do que suficiente para bater a sua concorrência, tendo 5 pesquisas gratuitas por dia.

Neste artigo explico como fazer análise de palavras-chave usando o KW Finder de maneira rápida e fácil.

Mas para exemplificar no caso de um negócio local, imagine que estamos a analisar um cabeleireiro em Lisboa, cujo website é www.cortesdotiago.pt.

As 4 páginas principais deste website (Página Inicial, Sobre Nós, Serviços, e Contactos) devem incluir a palavra-chave principal usada por quem pesquisa por cabeleireiros na sua zona.

Com base na nossa análise no KW Finder, verificamos que a palavra-chave “cabeleireiro lisboa” tem menos volume de pesquisas mensais do que a genérica “cabeleireiro”, mas tem também menos grau de dificuldade (dificuldade para atingir a 1ª página Google).

Como tal, será uma boa ideia incluirmos essa palavra-chave no nosso conteúdo principal, para aumentarmos a probabilidade de aparecer no topo dos resultados de pesquisa.

Na página inicial, incluíamos então a palavra-chave “cabeleireiro lisboa”.

Escrevíamos cerca de 300 palavras sobre a arte de cabeleireiros em geral, uma pequena história do nosso espaço, incluíamos umas fotos e um vídeo com a palavra “cabeleireiros lisboa” incluída nos títulos.

Como título da página escrevíamos “Cortes do Tiago - O Seu Cabeleireiro em Lisboa”.

Com o nosso Nome, Morada, e Telefone (de novo?) bem descrito no cabeçalho do website, estaríamos com meio caminho andado para começar a aparecer nos resultados de pesquisa orgânicos para “cabeleireiro em lisboa”.

Repetindo isto nas páginas de Sobre Nós, Serviços, e Contactos estaríamos lançados para uma presença relevante nas pesquisas locais.

No entanto, apenas isto não chega:

​2) Crie um Plano de Marketing de Conteúdo

Aquilo que realmente nos distinguirá da concorrência local, e nos posicionará no Google para dominar por completo as pesquisas relacionadas com o nosso negócio é…

A criação de conteúdo original optimizado para SEO, que responda às perguntas mais frequentes da nossa audiência, e nos posicione como a autoridade no nosso nicho de mercado.

Com base na sua pesquisa de palavras-chave, identifique quais as perguntas mais frequentes dos utilizadores e faça um plano de marketing de conteúdo.

O objetivo deste plano será criar entre 2 a 8 artigos de blog por mês, e mostrar ao Google que o seu site é mais ativo e relevante que os da sua concorrência local.

Não se assuste, mas o seu grande objetivo deve ser chegar aos 50 artigos o mais rápido possível!

Pode criar você mesmo, ou pedir a um colaborador para criar por si.

Pode também contratar alguém para escrever um artigo por semana e chegar aos 50 artigos num ano, ou escrever um artigo por mês e chegar lá em dois anos.

De qualquer forma, estará a superar a sua concorrência, que na maior parte dos casos cria apenas as 4 páginas principais do seu site e nunca mais actualiza ou cria conteúdo.

Para além do mais, com este conteúdo criado você terá mais material de qualidade para partilhar nas redes sociais (para além de promoções e fotos), atraindo mais pessoas para o seu website, onde pode mais facilmente influenciar e persuadir as pessoas a visitarem o seu espaço.

Existe tanto potencial para crescer nas pesquisas locais, e muito poucos negócios estão ativamente a optimizar a sua presença…

Tudo o que você tem que fazer para obter sucesso é simplesmente ser melhor que a sua concorrência local!

Será que o nosso cabeleireiro vai bater sites como o timeout.pt para a palavra-chave “cabeleireiro”? Provavelmente não.

Por outro lado, não queremos estar presentes em pesquisas feitas na cidade do Porto, uma vez que estamos em Lisboa. Tudo o que precisamos de fazer é ser melhores que a concorrência em Lisboa, e ganhar a corrida do tráfego Google.

​Conclusão

Como vê, dominar o “Triplete Google” não é uma tarefa fácil e requer bastante esforço, dedicação e rigor.

No entanto, o resultado desse esforço não tem preço:

Você irá captar a vasta maioria das pesquisas relevantes para o seu negócio feitas na sua área, cidade ou região.

Ou seja, centenas... ou mesmo milhares de pesquisas que diariamente são feitas no Google, de pessoas que estão literalmente à procura da solução que você tem para oferecer

Garantindo que o seu negócio é sustentável por muitos e longos anos, uma vez que estará presente onde as pessoas passam a maior parte do seu tempo hoje em dia:

Agarradas ao telemóvel, à procura de soluções para os seus problemas ou necessidades diárias.

Não perca mais tempo, garanta a sustentabilidade do seu negócio local e optimize a sua presença no Google!

Se tiver alguma pergunta ou dúvida, por favor deixe um comentário abaixo ou entre em contacto.

Terei o maior gosto em ajudar naquilo que for preciso.

Um abraço,

-Tiago “Triplete” Faria

Rodeie-se de pessoas até ao sucesso com Rui Bairrada

Rodeie-se das Pessoas Certas Até ao Sucesso com: Rui Bairrada

O caminho mais frequentemente seguido pelos empreendedores...

É o de pensar "eu é que sei" sobre tudo, e "só eu é que sou capaz de fazer as coisas bem".

Tentar ter o controlo sobre tudo e todas as decisões...

O que acaba por limitar as hipóteses de sucesso desse negócio.

E porquê?

Rodeie-se de pessoas até ao sucesso com Rui Bairrada

Por duas razões:

A primeira é que essa atitude leva à desmotivação por parte dos colaboradores (e por consequência, não trazem o melhor de si para o trabalho).

A segunda é porque ninguém é verdadeiramente "bom" em todas as esferas de um negócio, levando a decisões erradas e desinformadas.

O caminho certo é o de se rodear por pessoas melhores que você nas áreas que domina menos...

Mas não só:

É fulcral fazer com que as pessoas sejam a prioridade número um do seu negócio.

A sua felicidade, motivação, e sensação de importância na empresa são aquilo que fazem um negócio morrer...

Ou crescer para mais de 100 colaboradores em 5 anos, tal como aconteceu com o meu convidado de hoje.

No episódio 45 entrevistei o Rui Bairrada, CEO e fundador do Doutor Finanças.

Descubra todos os seus segredos para o sucesso, e comece a implementar já hoje no seu negócio.

Nesta entrevista vai descobrir:

  • 04:09: a (pouca) influência que os estudos tiveram no seu futuro, e a sua recomendação para futuros empreendedores
  • 05:58: os maiores obstáculos que teve que ultrapassar no seu primeiro emprego (e o que aprendeu)
  • 08:22: a sua primeira aventura empreendedora com um "convite" especial: a Personal Finance
  • 09:44: as reações da sua família quando escolheu trocar uma carreira segura num banco por uma aventura incerta
  • 11:17: a grande razão pela qual a maioria dos empreendedores falha
  • 13:09: a origem do nome "Doutor Finanças" e como esse "branding" ajudou a catapultar o sucesso do negócio
  • 20:00: O que realmente fez com que o negócio fosse mais do que apenas uma "ideia gira"
  • ...e muito mais bombas de conhecimento!

Sem mais demoras, eis o vídeo:

Se preferir apenas ouvir este episódio, oiça a versão podcast:

Se gostou da entrevista, não se esqueça de dar um "gosto" e subscrever ao canal para ver futuros vídeos.

Ah e claro, "faça todos os sociais"

Se tiver alguma pergunta, dúvida, ou sugestão, por favor deixe um comentário abaixo.

Um abraço,

-Tiago "people 2 people" Faria

O verdadeiro significado de ser CEO com Marta Araújo

O Verdadeiro Significado de Ser CEO com: Marta Araújo

Qual é o significado de ser CEO?

Tudo bem, sabemos que a sigla significa Chief Executive Officer...

Mas o que é que isso realmente significa?

Será apenas ser um chefe? Alguém que manda?

A verdade é bem distante disso.

Em conversa com a Marta Araújo, CEO da Castelbel...

O verdadeiro significado de ser CEO com Marta Araújo

Percebemos que ser CEO é ser alguém que lidera pelo exemplo.

Alguém que promove o respeito e a cordialidade como um mantra...

Alguém que não tenta resolver tudo sozinho mas sim em conjunto...

Alguém que não acha que sabe tudo e faz tudo melhor que os outros... (o erro mais comum dos empreendedores e proprietários de pequenos negócios)

Ou seja, alguém que promove uma cultura saudável, motivante e inspiradora na empresa.

Só assim será possível crescer um negócio duradouro, sustentável, e de sucesso.

No episódio 44 d'O Podcast do Tiago Faria vamos aprender a liderar, a criar processos e a tornar-nos "redundantes" nas nossas empresas (por mais contra-intuitivo que isso pareça à primeira vista).

Nesta entrevista vai descobrir:

  • 04:06: o curioso caminho que a levou a escolher Química e Física
  • 08:33: como a Química e a Física a ajudaram a tornar-se numa CEO de sucesso hoje em dia
  • 09:43: a curiosa história da sua entrada na Castelbel
  • 17:36: o maior obstáculo que (infelizmente) teve que ultrapassar no início da sua carreira na empresa 
  • 19:12: o maior erro que cometeu nos primeiros anos, e como o ultrapassou exemplarmente 
  • 27:42: o erro mais comum cometido pelos gestores e empreendedores de pequenas e médias empresas, que limita brutalmente o crescimento
  • ...e muito mais bombas de conhecimento!

Sem mais demoras, eis o vídeo:

Se preferir apenas ouvir este episódio, oiça a versão podcast:

Se gostou da entrevista, não se esqueça de dar um "gosto" e subscrever ao canal para ver futuros vídeos.

Ah e claro, "faça todos os sociais"

Se tiver alguma pergunta, dúvida, ou sugestão, por favor deixe um comentário abaixo.

Um abraço,

-Tiago "torne-se redundante" Faria

Por que razão você não vende produtos com RicardoTeixeira

Por que Razão Você Não Deve Vender Produtos com: Ricardo Teixeira

Os seus produtos ou serviços são os melhores de todos?

Pois bem, saiba que esse pormenor pouco interessa aos seus potenciais clientes.

Na verdade, interessa "bola" (como diz o Jorge Jesus).

Os seus potenciais clientes não estão à procura do melhor produto, ou do que tem mais funcionalidades, ou mais extras.

Aquilo que as pessoas procuram é muito simples:

Por que razão você não deve vender produtos com Ricardo Teixeira

Resultados.

Um futuro melhor.

A resolução dos seus problemas, e o alcançar dos seus objetivos.

As pessoas querem saber aquilo que vão ganhar ao comprar os seus produtos ou serviços.

Sempre que estiver para criar uma peça de comunicação ou marketing dos seus produtos, sintonize a rádio WIIFM...

Ou seja, "What's In It For Me?" (O que é que eu ganho com isso?)

Se o fizer, as suas hipóteses de obter vendas e ganhar clientes para a vida aumentam 10x.

Ora, é exatamente sobre isso que o convidado do episódio 43 d'O Podcast do Tiago Faria nos vai contar hoje.

Ele chama-se Ricardo Teixeira, e tem uma história incrível de empreendedorismo.

Nesta entrevista vai descobrir:

  • 08:18: como o "bullying" que sofreu durante a sua infância se tornou no rastilho para uma vida de sucesso 
  • 09:18: a influência que o Karate teve no seu percurso como empreendedor
  • 12:40: os atribulados 6 meses antes da fundação da sua primeira empresa "Kamai" (incluíndo uma demissão do Instito Nacional de Estatística)
  • 21:06: como um evento do Tony Robbins em 2007 se revelou um momento de viragem na sua carreira
  • 23:11: como se deu a sua relação próxima com um dos maiores "gurus" do marketing online: Jeff Walker 
  • 33:00: o curioso acontecimento (e que vitória!) que o levou a tomar a decisão de partilhar tudo o que sabia com outros empreendedores
  • ...e muito mais bombas de conhecimento!

Sem mais demoras, eis o vídeo:

Se preferir apenas ouvir este episódio, oiça a versão podcast:

Se gostou da entrevista, não se esqueça de dar um "gosto" e subscrever ao canal para ver futuros vídeos.

Ah e claro, "faça todos os sociais"

Se tiver alguma pergunta, dúvida, ou sugestão, por favor deixe um comentário abaixo.

Um abraço,

-Tiago "vende resultados" Faria

facebook e instagram para negócios com luciano larrossa

Como Crescer o Seu Negócio Através do Facebook e Instagram com: Luciano Larrossa

A vasta maioria dos negócios tem presença no Facebook ou no Instagram.

No entanto...

A vasta maioria não tira qualquer resultado dessa presença.

Na maior parte das vezes, as empresas limitam-se a promover os seus produtos ou serviços, como se isso fosse o que a sua audiência quer ver nas redes sociais.

Por outro lado, quando investem nas plataformas de publicidade e não vêm resultados imediatos, culpam as plataformas pelo insucesso...

facebook e instagram para negócios com luciano larrossa

E dizem que "não funciona".

Ora, aqui está o problema.

Tanto o Facebook e o Instagram são plataformas incríveis de chegar ao seu público-alvo...

Mas existem 3 pontos fulcrais para se obter sucesso em redes sociais.

E não, não são "truques", ferramentas, ou corta-matos que fazem a diferença...

O convidado do episódio 42 d'O Podcast do Tiago Faria chama-se Luciano Larrossa...

E ele explica como ninguém tudo aquilo que é necessário para ter sucesso no Facebook e no Instagram (e no fundo... em qualquer plataforma de marketing digital).

Nesta entrevista vai descobrir:

  • 07:26: o inesperado alcance que o seu post sobre o Jorge Jesus teve (e como o seu próprio post foi acusado de plágio!)
  • 09:26: a influência do ténis na sua vida pessoal e profissional
  • 11:32: a curiosa razão pela qual escolheu licenciar-se em comunicação social
  • 16:08: o acaso que o levou a conhecer o Paulo Faustino, e como esse evento transformou a sua vida por completo
  • 21:05: o segredo para se ter sucesso como freelancer em qualquer área
  • 23:53: os obstáculos que teve que superar para chegar à sua notariedade atual
  • ...e muito mais bombas de conhecimento!

Sem mais demoras, eis o vídeo:

Se preferir apenas ouvir este episódio, oiça a versão podcast:

Se gostou da entrevista, não se esqueça de dar um "gosto" e subscrever ao canal para ver futuros vídeos.

Ah e claro, "faça todos os sociais"

Se tiver alguma pergunta, dúvida, ou sugestão, por favor deixe um comentário abaixo.

Um abraço,

-Tiago "afinal o jesus perdeu" Faria

marketing relacional com andre novais de paula

O que é o Marketing Relacional e as Suas Vantagens com: André Novais de Paula

Depois de captar a atenção de um potencial cliente através das redes sociais...

É crucial trazer esse potencial cliente para um canal de comunicação direto.

Se não o fizer, ficará sempre dependente de algoritmos e alcances...

Podendo perder oportunidades de ouro para converter visitantes em clientes.

Ora, aqui está, portanto, a importância de uma criar base de dados.

o que é o marketing relacional com andre novais de paula

Uma base de dados 100% sua, que controla e detém por tempo indeterminado, ficando com a possibilidade de criar uma relação próxima com cada um dos seus potenciais clientes...

Acrescentando valor constantemente, fazendo com que conheçam, gostem e confiem em si...

Para no momento certo, ajudar a resolver os seus maiores problemas através de ofertas de produtos ou serviços.

O convidado do episódio 41 d'O Podcast do Tiago Faria chama-se André Novais de Paula, alguém com vasta experiência na área do marketing relacional (que já vem de família)...

E hoje vai mostrar-lhe quais as grandes vantagens de implementar uma estratégia de marketing relacional no seu negócio.

Nesta entrevista vai descobrir:

  • 10:50: a ligação familiar ao marketing e o legado do seu pai
  • 13:55: as princiais lições da sua primeira aventura empreendedora
  • 18:45: o momento em que decidiu ensinar tudo aquilo que sabia sobre o marketing pelo país fora
  • 28:05: como surgiu a ideia do livro "Marketing Digital para Empresas"
  • 30:38: o papel do marketing relacional para o sucesso de qualquer negócio
  • 32:40: como implementar uma estratégia de marketing relacional de sucesso em 3 passos
  • ...e muito mais bombas de conhecimento!

Sem mais demoras, eis o vídeo:

Se preferir apenas ouvir este episódio, oiça a versão podcast:

Se gostou da entrevista, não se esqueça de dar um "gosto" e subscrever ao canal para ver futuros vídeos.

Ah e claro, "faça todos os sociais"

Se tiver alguma pergunta, dúvida, ou sugestão, por favor deixe um comentário abaixo.

Um abraço,

-Tiago "base de dados é tudo" Faria

1 2 3 14