Arquivo de publicidade online - Tiago Faria

Category Archives for publicidade online

Conta de anúncios facebook desativada - e agora

A Minha Conta de Anúncios de Facebook foi Desativada: O que Fazer?

Neste artigo vais aprender duas coisas:

Primeiro, como evitar que a tua conta de
anúncios seja desativada pelo Facebook, muitas vezes, sem razões óbvias.

A segunda coisa é o que fazer se, de facto, a tua conta for desativada para que o teu negócio não seja prejudicado durante muitas semanas ou, às vezes, meses.

Já me aconteceu ter a conta bloqueada e desativada duas vezes, e tenho ouvido imensas histórias de pessoas que veem as suas contas a serem desativadas por causa da reincidência de anúncios reprovados.

A minha conta de anúncios Facebook foi desativada - o que devo fazer

O grande problema é que as pessoas não sabem exatamente qual é que é a política, nem a razão pela qual um anúncio é desativado.

O Facebook nunca diz exatamente porque é que isso aconteceu, portanto, vamos explorar este tópico aqui hoje.

Se preferires ver este artigo em formato vídeo, clica na imagem abaixo:

Como Evitar que o Facebook Desative a Tua Conta de Anúncios

Como evitar que o facebook desative a tua conta de anúncios

Ultimamente, o Facebook tem estado a rejeitar anúncios a torto e a direito, muitas vezes sem qualquer razão aparente.

Principalmente, devido às restrições de mensagens políticas, ou mensagens relacionadas com a questão da pandemia de 2020.

Mas não só: o Facebook tem estado a desativar bastantes anúncios sem qualquer razão aparente.

Muitas pessoas criam uma conta pela primeira vez e veem o seu anúncio ser reprovado imediatamente, facto que cria frustração...

E pior ainda: o processo de pedir para que os anúncios sejam revistos e para que a conta seja reativada novamente pode ser um pouco complexo.

Primeiro Percebe Qual é o Objetivo do Facebook

Então, como é que podemos evitar que isto aconteça?

O primeiro passo é evitarmos que isto acabe por acontecer porque, se fizermos o nosso trabalho de casa, a probabilidade de termos os nossos anúncios rejeitados é muito menor e, por consequência, também a conta não será desativada assim tão facilmente.

Primeiro, temos de perceber o que é que o Facebook realmente quer.

O que é que o Facebook exige de nós como anunciantes, e quem são os seus utilizadores.

O Facebook quer proteger a sua audiência a todo o custo, e exige ter uma experiência positiva para todos os seus utilizadores.

Quer que exista um ambiente saudável e seguro para os seus utilizadores, e estes não se podem sentir de maneira alguma lesados com os nossos anúncios.

Existe também uma lista enorme de nichos de mercado que são proibidos. 

O que é que o Facebook Analisa nos Teus Anúncios?

O Facebook olha para o texto dos teus anúncios, o texto das páginas de destino, qual é que é o feedback que os utilizadores estão a ter dos nossos anúncios.

Estão a pôr muito daquelas reações zangadas? Qual é que é o sentimento geral dos teus anúncios? Tens a política de privacidade ativa na tua página de aterro? Qual é que é o IP que estás a utilizar quando crias anúncios?

Portanto, o teu trabalho de casa é estudar a fundo a política de anúncios do Facebook.

Tens mesmo que o fazer, não há volta a dar.

Visita agora a página de políticas publicidade do Facebook.

Recomendo que leias o documento por completo. Não é assim tão longo, é possível ler em menos de uma hora, mas lê realmente com atenção porque vais ver que há três áreas comuns que são proibidas.

O Facebook deteta-as como sendo as áreas que mais comumente são desrespeitadas e, como tal, os anúncios são desativados automaticamente. 

Políticas de Publicidade do Facebook: O que Não Podes de Todo Fazer

Políticas de Publicidade do Facebook

Primeiramente, falar sobre características pessoais.

Fazer anúncios a dizer “você sente-se assim?”, “você sente-se inseguro?”, “você está a querer perder peso?”, “não está contente com o que quer que seja da sua vida pessoal?”, é uma razão super-rápida para o Facebook reprovar imediatamente o anúncio.

Basicamente, tudo o que faça com que as pessoas se sintam um pouco mal consigo mesmas, com a sua situação atual, é uma razão muito forte para o Facebook desativar os teus anúncios e, se o fizeres repetidamente, corres o risco de ver a tua conta banida.

A segunda área comum é o conteúdo sexualmente agressivo, que obviamente não é tolerável nos anúncios do Facebook.

Depois, o terceiro ponto é usar marcas do Facebook nos anúncios, como por exemplo logótipos, falar sobre o Facebook em si (por exemplo, agências a tentarem anunciar sobre gestão de anúncios de Facebook etc.).

Portanto, são três áreas que são proibidas e que saltam logo à vista e que nós não devemos, de todo, incluir nos nossos anúncios.

Mas o Conteúdo Proibido pelas Políticas de Publicidade do Facebook Não Fica por Aqui...

Se leres as políticas de publicidade do Facebook vais ver que no total existem 43 tipos de conteúdo que é proibido ou restrito.

Alguns são mais óbvios do que outros. Vais ver coisas como armas, conteúdo sexualmente agressivo ou de agressões, ou tabaco.

No entanto, existem conteúdos um pouco subjetivos, facto que dá azo a que a nossa interpretação possa não ser a mais correta e, como tal, devemos evitar de todo correr qualquer risco.

Se criarmos uma conta nova e começarmos a incluir anúncios com conteúdo que possa ser subjetivo ou que esteja nesta área cinzenta que o Facebook descreve na sua política de anúncios, nós vamos ser banidos.

Assim, antes de anunciarmos o que quer que seja, devemos ler completamente todas as políticas de anúncios do Facebook e evitar falar sobre aquilo que está ali descrito.

Portanto, o Facebook está a dizer o que é que não quer que se escreva, e qual é que é o conteúdo que é restrito (que precisa de ser pré-aprovado antes de se anunciar).

O meu conselho é evitar por completo tudo o que está descrito naquele documento porque, dessa maneira, corremos muito menos riscos e teremos uma conta de anúncios muito mais saudável.

O Facebook Não quer que Faças os Seus Utilizadores Sentirem-se Mal Consigo Mesmos

Outro ponto importante: tudo o que seja comunicar com o nosso público-alvo, usando formas de tratamento como “você”, “você sente-se assim”, “você tem estes problemas”, é uma razão muito forte para o Facebook olhar para o anúncio e reprová-lo.

Nós temos de tentar ser o menos diretos possível, falar mais sobre “eu”, sobre “nós” e menos sobre “você”. Isto é possível contando histórias pessoais ou contando casos de sucesso de outras pessoas.

Uma dica: estuda os anúncios da concorrência que já estão a correr há algum tempo (usa a Biblioteca de Anúncios do Facebook).

O facto desses anúncios ainda estarem a correr significa que o Facebook aprovou e que utilizam uma linguagem segura.

Portanto, devemos analisar qual é a linguagem que está a ser utilizada, os termos que estão a ser utilizados, e assim mantemo-nos mais seguros sobre aquilo que estamos a querer anunciar.

O que Fazer Então se a Minha Conta de Anúncios Facebook for Desativada?

O que fazer se a minha conta de anúncios Facebook for desativada

O que fazer, então, se, por acaso, a conta for desativada por causa de alguma infração que tenhas cometido?

Em primeiro lugar, temos de descobrir qual é que foi a regra que nós quebrámos. O Facebook não vai dizer diretamente “quebrou a alínea x”.

Nunca.

Temos de ir ler as políticas de publicidade, identificar qual é que é a frase que achamos que nós devemos estar a infringir e, quando estamos a comunicar com o Facebook, sermos claros:

"Assumo que cometi este erro, já fiz uma alteração no anúncio e creio que agora já está correto. Por favor, revejam o meu anúncio.”

Temos de explicar sempre que estamos conscientes das regras e que queremos cumpri-las, porque o Facebook nunca vai dizer qual é que é a regra que quebrámos.

Temos que ser nós a fazer este trabalho de casa.

E depois, então, pedir a revisão de porque é que a conta foi bloqueada ou porque é que o anúncio foi banido e explicar o nosso caso. 

A Melhor Maneira de Pedir Revisão dos Teus Anúncios Desaprovados ou Conta de Anúncios Facebook Bloqueada

A melhor maneira de o fazer é através do chat do suporte de anúncios Facebook.

O Facebook tem um canal chat para suporte que, no fundo, é o veículo mais rápido para nós entrarmos em contacto e tentar resolver os nossos problemas.

Acede ao a Centro de Ajuda para Negócios do Facebook, e sensivelmente no meio da página clica em "Começar" na secção "Encontra as respostas ou contacta a equipa de suporte":

Centro de Ajuda do Facebook Business - Chat

Preenche o formulário de conta desativada Facebook, e segue as instruções.

É importante ser persistente nesta comunicação.

Vai haver muita pergunta e resposta e pode levar mesmo alguns dias ou, às vezes, até semanas para termos a nossa conta de volta.

No entanto, devemos manter a persistência, sermos sempre amigáveis, e termos sempre com uma abordagem abundante e positiva.

Mostrar sempre que queremos resolver o problema, que estamos conscientes das regras e que queremos cumpri-las.

Ou seja, estamos a fazer os possíveis para estar dentro do jogo e daquilo que o Facebook tanto deseja. 

Se não obtivermos uma resposta ao nosso pedido de revisão numa semana, vamos pedir outro.

Há sempre essa opção de pedir mais uma revisão e continuando a comunicação através do chat.

Como Manter o Teu Gestor de Anúncios Facebook Sempre Saudável

Se mantivermos esta atitude positiva, simpática, amigável e de alguém que quer realmente cumprir as regras, temos tudo para garantir que o nosso anúncio vai ser aprovado ou que a nossa conta vai ser reativada.

Mas, antes de mais, temos de fazer o trabalho de casa: ler as políticas de publicidade de cima a baixo, e garantir que não estamos a quebrar nenhuma das regras que lá estão.

Quando há regras que são um pouco subjetivas e dúbias, o melhor é não fazer sequer o anúncio que aborda essa temática ou esse conteúdo e, dessa maneira, será muito mais fácil.

Espero que este artigo tenha sido útil, e que a partir de agora os Facebook Ads não sejam mais uma dor de cabeça para ti!

Um abraço,

Tiago "relação distante mas saudável com o Facebook" Faria

facebook ads, marketing facebook, facebook ads o que é, facebook ads guide, facebook ads curso, facebook ads guia, facebook marketing para empresas, web marketing facebook

Curso Facebook Ads Grátis: Estratégia de Baixo Risco e Alto Retorno

Os anúncios Facebook são hoje em dia uma das melhores ferramentas para gerar tráfego qualificado para o seu site.

Apesar de o alcance orgânico do Facebook estar a ficar cada vez mais limitado…

E de as empresas que apostam 100% na produção de conteúdo na plataforma estarem cada vez mais em risco de perderem o seu negócio

Os Facebook Ads ainda estão subvalorizados em termos de CPC (custo por clique) ou CPM (custo por mil impressões).

facebook ads, marketing facebook, facebook ads o que é, facebook ads guide, facebook ads curso, facebook ads guia, facebook marketing para empresas, web marketing facebook

Estamos a passar por uma fase única na vida da rede social em que ainda é economicamente viável para pequenas e médias empresas captarem a atenção dos utilizadores e rentabilizarem o seu investimento.

Mas esta fase não durará muito mais tempo…

No dia em que as maiores empresas do mundo (da lista Forbes) realmente perceberem que TODA a atenção das pessoas está em 9 aplicações de telemóvel

E que é muito mais rentável e mensurável apostar na publicidade online...

Vão tirar todo o budget de televisão e alocar em plataformas como o Facebook.

No dia que isso acontecer, o “mercado de leilão” será incomportável para a vasta maioria das empresas, e terão que descobrir outra plataforma.

Este ciclo tem acontecido sistematicamente nos últimos anos e continuará a acontecer no futuro:

Uma plataforma capta a atenção dos utilizadores... as empresas entram em força para “arrendar” essa atenção… e as pessoas partem para outra plataforma quando fica saturada de anúncios e torna-se menos agradável.

O Facebook está ainda na fase em que tem a atenção dos utilizadores, e os “tubarões” ainda não entraram em força na plataforma.

Ainda vai mais que a tempo para “aproveitar a onda”!

Mas agora a pergunta é:

Como anunciar no Facebook de forma rentável?

Neste mini curso vou cobrir uma estratégia simples e baseada em puro teste/iteração.

Nada de “truques mágicos” ou “segredos” que abundam por aí.

E principalmente, uma estratégia económica que minimiza o risco do seu investimento!

Mas antes, comecemos por um passo importante.

A Importância de Um Funil de Vendas para Facebook Ads

facebook ads, marketing facebook, facebook ads o que é, facebook ads guide, facebook ads curso, facebook ads guia, facebook marketing para empresas, web marketing facebook, facebook ads funil de vendas

Antes de começar a enviar tráfego para o seu site, deve prepará-lo para receber esses novos visitantes da forma eficaz e mensurável.

Usar apenas o seu website como destino final não é a melhor opção, uma vez que:

1) Na maior parte das vezes não terá um mecanismo para recolher o contacto pessoal dos visitantes e dar seguimento à relação

2) Não terá o seu conteúdo preparado para fazer com que o visitante comece a conhecer, gostar e confiar na sua empresa

Agora pergunta-me:

Mas não é para isso que serve o retargeting?

Certo, o retargeting é uma solução útil, mas que por si trará resultados limitados, uma vez que se baseia apenas na persistência sem criação de valor adicional para o cliente.

Portanto, com base nisto, o que o seu site precisa é de um funil de vendas.

Ou seja, uma combinação de plataformas que em conjunto formam uma máquina de vendas automática.

Sempre que um visitante entra no topo do seu funil, passa por uma série de interações com a sua marca (durante dias, semanas, ou meses) até se tornar em cliente rentável no fundo do seu funil.

Se quiser saber mais sobre o que é um funil de vendas, veja este artigo.

Facebook Ads: Paciência VS Resultados Imediatos

facebook ads, marketing facebook, facebook ads o que é, facebook ads guide, facebook ads curso, facebook ads guia, facebook marketing para empresas, web marketing facebook

Esta estratégia baseia-se na utilização de orçamentos diários muito baixos, para que possa testar várias audiências e ir adicionando/removendo conforme a performance correndo o mínimo de risco possível.

Trata-se de uma abordagem diferente que exige paciência e controlo diário...

O completo oposto de uma estratégia de aumentar exponencialmente o orçamento para começar a obter resultados rapidamente.

Tendo em conta que precisamos de obter um número considerável de cliques para podermos validar o sucesso de uma campanha...

Com budgets mais baixos precisamos de mais tempo para obtermos dados estatisticamente significativos.

E este é o maior erro que a vasta maioria dos anunciantes comete:

Tomar decisões emocionais e precipitadas.

Se não tomar decisões com base em dados estatisticamente significativos, estará potencialmente a tomar decisões baseadas nos dados errados.

Portanto, se até agora não teve sucesso nas suas campanhas Facebook, ou gostava de começar a anunciar correndo o mínimo de risco possível, esta estratégia é para si.

Facebook Ads: A Estratégia dos 5€ por Dia

facebook ads, marketing facebook, facebook ads o que é, facebook ads guide, facebook ads curso, facebook ads guia, facebook marketing para empresas, web marketing facebook

A estratégia inicial é simples:

Numa campanha, crie uma série de ad sets (conjuntos de anúncios), cada um com apenas uma audiência específica (por exemplo, pessoas que gostam de “maquiagem”).

Crie um anúncio apenas que será incluído em todos os ad sets, usando texto longo com base numa história (veja aqui a importância das histórias no marketing).

Importantíssimo conhecer bem o seu segmento de mercado para criar anúncios relevantes para a sua audiência, assim como saber como criar headlines que criem curiosidade e levem ao clique!

Ponto importante: garanta que o seu anúncio está de acordo com as políticas de publicidade do Facebook.

O objetivo desta estratégia inicial é ver quais as audiência específicas que reagem melhor à nossa oferta e pausar as audiências que não nos trazem resultados.

Depois de começar a campanha, garanta que gastou tanto quanto o que potencialmente ganharia com a venda da sua oferta (o produto especial, como pode ver no artigo sobre funil de vendas).

Por exemplo, imagine que o seu produto custa 30€.

Neste caso, deixaria correr a campanha durante 6 dias (5€ por dia) antes de decidir se está a funcionar ou não.

Se ao fim dos 6 dias fizer uma venda, você fica em ponto de equilíbrio.

E isto é um ótimo sinal!

Repare, gastou 30€ no Facebook, e recebeu 30€ de volta.

Ou seja, não gastou dinheiro nenhum.

Se tiver um funil de vendas montado corretamente, terá angariado uma lista de emails interessante (entre 30% a 50% das pessoas que clicaram no anúncio).

Com estes contatos, você tem a possibilidade de dar seguimento à relação por email, fazendo com que conheçam, gostem e confiem na sua marca…

E a partir desse momento, a venda tornar-se-á 10x mais fácil do que quando o visitante conheceu a sua marca pela primeira vez.

A Importância de Saber os Seus Números

O preço médio de compra é o número mais importante para medir o sucesso da sua campanha.

É importante saber que tipo de números precisa de ver nas suas campanhas para que decida se está no ponto de equilíbrio ou mesmo a ser rentável.

Estes números chamam-se “Key Performance Indicators” (em português “Indicador-chave de Desempenho”) ou “KPIs”.

Quando as empresas de sucesso investem dinheiro em publicidade online, sabem que do outro lado virão clientes rentáveis.

Cada euro investido, tem que trazer pelo menos 1€ de retorno para que faça sentido.

Estas empresas de sucesso sabem exatamente quanto devem investir por cada novo cliente, e que segmentos de audiências trazem clientes dentro dos KPIs…

Para que possam alocar todo o investimento publicitário nos ad sets que realmente funcionam.

A Abordagem Mais Avançada de Facebook Ads por 5€

facebook ads, marketing facebook, facebook ads o que é, facebook ads guide, facebook ads curso, facebook ads guia, facebook marketing para empresas, web marketing facebook

Assim que tiver acertado a sua estratégia inicial, e tiver chegado à conclusão de quais as audiências que funcionam melhor, está na altura de começar a escalar.

Mantendo o mesmo anúncio que criou, o seu objetivo agora será expandir o seu alcance e atingir novas audiências.

O Facebook tem mais de 2 biliões de utilizadores que visitam a plataforma diariamente, pelo que o seu potencial público-alvo é tremendo.

A oportunidade é enorme, mas você não quererá alocar todo o seu budget de publicidade enquanto ainda estiver a testar audiências.

Portanto, comece por fazer bem a sua análise usando a ferramenta “Facebook audience insights” para encontrar novas audiências relevantes e testar.

Cada audiência terá um orçamento de 5€ e o mesmo anúncio que criou para as restantes audiências.

É importante correr todos estes ad sets com apenas um anúncio que já sabe que funciona, para garantir que só inclui uma variável no teste!

A mesma landing page e o mesmo anúncio, apenas testando diferentes audiências em ad sets de 5€ cada.

Cada vez que encontrar uma nova audiência, basta duplicar um dos ad sets da sua campanha e mudar a audiência-alvo do novo ad set.

Este processo cria um teste eficiente que lhe dará uma visão clara e óbvia sobre qual ad set deve pausar, e qual ad set deve continuar a correr.

Com base nesses dados, o objetivo é tomar decisões racionais baseadas em dados reais, para decidir se as novas audiências estão a funcionar.

Desde que estejam dentro dos seus KPIs, a sua máquina está a ser rentável (quer seja a curto termo quer seja a longo termo).

Sabendo que tem um funil de vendas eficaz e qual é o “valor do tempo de vida” de cada cliente, será paciente uma vez que o seguimento da relação por email trará os clientes mais rentáveis.

Monitorize os Resultados dos Seus Facebook Ads

O ideal será esperar 2 semanas para avaliar os resultados da sua campanha.

Deste modo evitará sazonalidade ou eventos que possam ter acontecido num dia específico, e terá acesso a dados estatisticamente significativos para tomar decisões racionais.

Durante essas duas semanas, vá monitorizando o seu custo por lead.

Se vir que há um ad set cujo custo por lead é bastante superior ao seu KPI, pode pausar o anúncio.

No final das 2 semanas, olhe para os ad sets vencedores e adicione-os à sua campanha principal: aquela que apenas contém ad sets vencedores e onde pode aumentar os budgets de cada um.

Esta estratégia é incrivelmente eficaz para minimizar o risco.

Quando um ad set funciona, a probabilidade é que continue a funcionar no futuro.

Por outro lado, quando um ad set não funciona, você não perdeu rios de dinheiro a testar.

Uma vez testadas as novas audiências que funcionam e pausadas as que não funcionam, não vai parar por aqui.

Continue a procurar novos audiências que ainda não tenha testado, e repita o processo.

Passo a passo vai colhendo ad sets que trazem clientes rentáveis para o seu negócio, sem gastar demasiado dinheiro, ao mesmo tempo que vai crescendo a sua lista de email (o seu ativo mais valioso).

Teste Tudo Relacionado Com a Sua Campanha de Facebook Ads

Uma vez identificados as audiências ad sets mais rentáveis para o seu negócio, pode partir para diferentes testes.

O passo seguinte será testar diferentes anúncios em cada ad set.

Mas lembre-se: deve testar apenas uma variável de cada vez. Só assim saberá o que fez a diferença.

Por exemplo, uma imagem com uma cara de uma pessoa VS uma imagem de produto.

Um anúncio de texto longo VS um anúncio de texto curto.

Uma headline com um benefício VS uma headline com um benefício diferente.

Encontre um vencedor de cada vez e pause o perdedor. Depois, teste uma variável diferente e assim sucessivamente.

Por fim, faça testes A/B nas landing pages do seu funil de vendas.

Começando pela landing page da “lead magnet”:

De novo, uma variável de cada vez. Teste uma headline VS outra headline… uma imagem VS outra… e assim sucessivamente.

Estes pequenos ajustes vão calibrando a sua campanha, com o objetivo de lhe baixar cada vez mais o seu custo por cada novo cliente.

Comece Agora a Sua Campanha de Facebook Ads

facebook ads, marketing facebook, facebook ads o que é, facebook ads guide, facebook ads curso, facebook ads guia, facebook marketing para empresas, web marketing facebook

Esta estratégia é a ideal para quem quer começar o “jogo” dos Facebook Ads.

É também a ideal para quem quer escalar as suas campanhas e manter os resultados dentro dos seus KPIs.

O segredo é manter a paciência e disciplina, sem tomar decisões precipitadas…

Normalmente é aqui que se cometem mais erros.

Por exemplo um ad set pode não estar a funcionar ao fim de 6 dias, mas no dia 7 obter 2 vendas que alteram por completo os números.

De repente está dentro dos seus KPIs. Se tivesse pausando no dia 6 nunca teria visto aquelas 2 vendas, e teria perdido uma audiência com potencial de se tornar rentável.

Por fim, foque-se nos ad sets que estão a funcionar da sua campanha principal, e guarde 10% do seu tempo e budget a testar novas audiências com esta estratégia.

Não pare na sua zona de conforto.

Aproveite enquanto a “onda” do Facebook ainda está ao seu alcance para aumentar a sua lista de emails e crescer o seu negócio!

classificação relevância facebook, relevância anúncios facebook, relevância facebook, relevance score facebook

Como Obter Classificações de Relevância Altas nos Anúncios Facebook

Está com dificuldade em criar anúncios que gerem conversões?

Sente que os seus CPCs, Custos por Leads, e Custos por Conversões dos Facebook Ads estão altos demais?

Bom, o mais provável é que isso esteja diretamente relacionado com sua classificação de relevância.

Esta é a classificação (numerada entre 1 e 10) que o Facebook usa para determinar como o seu anúncio será exibido na rede social, e quanto será cobrado.

classificação relevância facebook, relevância anúncios facebook, relevância facebook, relevance score facebook

Se a sua classificação de relevância no Facebook for inferior a 9 ou 10, ou se estiver com dificuldades em manter uma classificação alta, irá ter bastantes dificuldades em obter o retorno do seu investimento publicitário.

Hoje partilharei consigo uma técnica secreta que resulta em baixos custos de anúncios e altas conversões.

Vou mostrar-lhe como transformar uma classificação de relevância baixa em uma que suporte o sucesso dos seus anúncios do Facebook e do seu negócio!

Elimine as suas perdas. Aumente os seus ganhos. Começando hoje! 

Comecemos então pelo essencial:

Por que Se Deve Preocupar com a Sua Classificação de Relevância no Facebook

classificação relevância facebook, relevância anúncios facebook, relevância facebook, relevance score facebook

A sua classificação de relevância afeta significativamente tanto o sucesso das suas campanhas como a sua carteira.

Se estiver com uma classificação de 3 ou 4 pontos de relevância nos anúncios, o Facebook cobrará mais dinheiro pelos mesmos cliques do que um concorrente seu, que tenha 9 ou 10 pontos de relevância.

Se a sua classificação for muito baixa, você estará a pagar mais dinheiro para continuar a perder dinheiro

O que não é, digamos, muito inteligente.

Mas se você tiver uma classificação alta, o mais próximo possível de 10, receberá um retorno maior do seu investimento. Minimizará o seu custo por clique, custo por leads e custo por aquisição de novos clientes.

O ideal será apontar para a maior classificação possível para maximizar o seu retorno de investimento.

E mais:

A sua classificação de relevância do Facebook tem um impacto enorme no sucesso dos seus anúncios.

Uma classificação de baixa relevância trará tráfego de menor qualidade e conversões mais baixas.

Será impossível obter resultados positivos.

Agora você vê que a relevância pode ter um impacto positivo ou negativo no sucesso do seu negócio.

Como tal, é crucial aprender como tornar os seus anúncios mais bem-sucedidos.

Precisa de entender como o Facebook determina essa classificação, onde pode encontrar a sua classificação, e o que pode fazer para aumentá-la.

Mas antes de mais, vejamos como o Facebook determina a sua classificação:

O que Precisa de Saber Sobre a Classificação de Relevância do Facebook

classificação relevância facebook, relevância anúncios facebook, relevância facebook, relevance score facebook

O Facebook está constantemente a monitorizar a eficácia e relevância dos seus anúncios para com o seu público-alvo.

Portanto, a maneira como você anuncia no Facebook é importante.

O Facebook lê o texto do seu anúncio, o grupo de pessoas ou o público-alvo que você está segmentar, e o texto da sua landing page.

Com essas informações, determina se você o seu anúncio é relevante ou não. Ou seja, se está a proporcionar aos utilizadores da rede social uma experiência positiva.

E a maneira como está a cumprir ou não essas aspetos é refletido na sua classificação de relevância do Facebook.

Para uma boa classificação, aponte para um 7 ou 8.

Mas se realmente se quiser destacar da sua concorrência, então o seu objetivo será aumentar sua classificação de relevância para 9 ou 10.

E o que significa uma classificação de 9 ou 10?

Significa que o Facebook acha que você é o melhor anunciante com a melhor mensagem do que o resto dos anunciantes que estão a fazer o mesmo.

Onde Encontrar a Sua Classificação de Relevância no Facebook

Agora que sabe que os seus anúncios estão a ser constantemente classificados pelo Facebook, e que isso afeta tudo o que você faz com seus anúncios, tenho certeza de que vai começar a acompanhar esses números.

Para encontrar a classificação de relevância no Facebook, siga os seguintes passos:

1) Vá ao seu gestor de Anúncios no Facebook

2) Clique no anúncio que você deseja visualizar

3) Clique no botão “Colunas” e selecione "Personalizar Colunas"

4) Clique na opção “Classificação de Relevância” e clique em “Aplicar”

E pronto!

Agora pode ver sua classificação e trabalhar para melhorar ou manter essa classificação alta.

Como Aumentar a Sua Classificação de Relevância no Facebook

classificação relevância facebook, relevância anúncios facebook, relevância facebook, relevance score facebook

Mas então, como chegar ao número mágico de 9 ou 10?

Bom, existem 3 coisas que precisa de fazer para chegar lá.

Antes de mais, lembre-se que o seu objetivo principal no Facebook é o de ser relevante para a sua audiência e acrescentar valor às pessoas.

Precisa de se diferenciar e destacar como alguém que pode resolver os problemas do seu público-alvo.

Boas técnicas de copywriting e um foco na criação de valor irão ajudar a obter uma melhor classificação de relevância, mais cliques e mais conversões.

Escreva Textos Longos de Qualidade

Existem três lugares onde pode adicionar texto a um anúncio do Facebook.

Tem a opção de inserir texto acima ou abaixo da imagem, e tem também o seu título e botão de call-to-action.

O ideal será escrever anúncios de texto longos e colocá-los acima da imagem.

O algoritmo do Facebook é semelhante ao SEO do Google. Ao colocar uma texto longo de qualidade acima da imagem, você tem a oportunidade de dizer ao Facebook exatamente o que é o seu anúncio e a sua página de destino.

Se escrever apenas anúncios de uma ou duas linhas no Facebook, estará a perder uma das melhores oportunidades para aumentar a taxa de interação com os seus anúncios!

E porquê?

Porque quando o seu anúncio aparece na feed dos utilizadores, aparecem 3 a 4 linhas de texto, e um botão "Ver Mais".

Ao clicarem no botão "ver mais", o texto expande-se e mostra todo o conteúdo do anúncio.

Ora, esse simples clique conta como uma interação com o seu anúncio, enviando um sinal ao Facebook da relevância do seu anúncio (contribuindo para a classificação de relevância).

Na verdade, você pode escrever centenas de palavras nos seus anúncios no Facebook.

Quando fornece bastante conteúdo relacionado com o problema da sua audiência, está não só a alimentar o algoritmo do Facebook, mas também a aumentar a interação com o seu anúncio.

Não Basta Escrever Qualquer Conteúdo nos Seus Anúncios no Facebook

Para obter uma classificação de relevância alta no Facebook, não basta simplesmente escrever qualquer tipo de conteúdo no seu anúncio.

Se simplesmente mencionar as características e benefícios do seu produto, estará a “dar um tiro no pé”.

Esta é uma das razões pelas quais a maioria dos anunciantes no Facebook falha.

Mas então, o que deve escrever nos seus anúncios longos?

Bom, existe um elemento que destaca os melhores anúncios do Facebook (assim como em qualquer outro material de marketing):

Histórias.

Os humanos partilham, escutam e lêem histórias há milhares de anos.

Os nossos cérebros estão geneticamente preparados para consumir e visualizar histórias.

E que tipo de história deve escrever?

Como Escrever uma História que Prenda o Seu Público-Alvo

A fórmula secreta é o “Hero’s Journey” do Joseph Campbell.

A maioria das grandes histórias de Hollywood e dos grandes livros geralmente seguem essa ideia do “Hero’s Journey”.

A ideia principal é que, quando você segue esta fórmula e o seu público-alvo lê as primeiras linhas, este ficará imediatamente interessado.

As pessoas não terão outra hipótese que não clicar no botão "Ver Mais" e envolver-se na sua história.

Neste texto você pode mostrar o problema e a solução de uma maneira fácil de ser consumida pelo leitor.

Não se esqueça que a audiência precisa de se sentir identificada com a sua história.

Precisa de começar no problema, e contar a história de como esse desafio foi superado, passando por todos os obstáculos.

Desta maneira, criará uma ligação emocional com a sua audiência.

Como resultado, o seu público-alvo irá querer saber mais e você enviará mais pessoas para sua landing page, onde poderão ver sua oferta.

Como diz o ditado, os factos contam e as histórias vendem.

Aqueles que dominam a arte de storytelling são aqueles que convertem a maior parte do tráfego em cliques, e a maioria das leads em clientes.

Controle a Sua Classificação de Relevância do Facebook

Você tem o poder de fazer uma mudança e melhorar a sua classificação de relevância no Facebook!

Tudo o que precisa de fazer é aplicar as técnicas certas para mudar as coisas e “jogar o jogo” do Facebook.

Use histórias nas suas landing pages, artigos, emails, e anúncios longos no Facebook.

Lembre-se que o seu público-alvo já está pré-configurado para consumir histórias.

Use histórias para construir rapidamente relações, criar a confiança e levar à ação.

Agora já sabe o segredo para obter classificações de relevância altas e, por sua vez, reduzir os seus gastos com publicidade enquanto aumenta as taxas de conversão.

Se tiver alguma dúvida ou qualquer coisa que precise esclarecer, escreva um comentário abaixo. Terei todo o gosto em ajudar.

Um abraço,

-Tiago “storyteller” Faria