Cliffhangers: Como Manter a Sua Audiência Ansiosa por Mais Conteúdo
cliffhangers, manter atenção, criar curiosidade, open loops

Cliffhangers: Como Manter a Sua Audiência Ansiosa por Mais Conteúdo

Permita-me que lhe faça uma pergunta:

Já viu a “Casa de Papel”? “Guerra dos Tronos”? Ou “The Walking Dead”?

São todas séries de TV de ficção que tiveram (e têm) um sucesso tremendo.

Mas o que tem isto a ver com o marketing de conteúdo?

Bom, há um elemento secreto comum a todas estas séries que faz com que as pessoas fiquem agarradas ao ecrã durante meses, ou mesmo anos.

cliffhangers, manter atenção, criar curiosidade, open loops

E a boa notícia para si, é que funciona também de forma incrível no marketing de conteúdo.

Quer seja nos seus autoresponders, nas suas newsletters, conteúdo em redes sociais, vídeos, etc…

(felizmente para si e para mim, mais ninguém o aplica no seu marketing)

Mas afinal, que ingrediente secreto é este?

Mais à frente vou revelar-lhe...

O Ingrediente Secreto que Mantém as Pessoas Ansiosas por Mais

cliffhangers, manter atenção, criar curiosidade, open loops

Este elemento tem o nome de “cliffhanger” (tradução literal “à beira do precipício”).

Trata-se de um elemento de suspense que cria expectativa numa peça de conteúdo (como um email, um post em redes sociais, ou um vídeo)...

Mas que não é resolvido na mesma peça de conteúdo.

Imagine como se fossem histórias inacabadas.

Você começa uma ideia, pensamento ou história, mas em vez de o acabar, muda de assunto ou promete acabá-lo num futuro próximo.

Por outras palavras… mantém o suspense e a curiosidade aberta para o que vem a seguir.

São estas histórias inacabadas que criam tensão emocional e que fazem com que o leitor subconscientemente queira resolvê-la o mais rápido possível.

Trata-se do efeito de “cliffhanger”.

Que deixa a audiência pendurada… e a tentar perceber o que raio vai acontecer a seguir.

Daqui a pouco mostro-lhe como implementar o mesmo conceito no seu marketing de conteúdo...

Mas por agora, vejamos uma cena clássica de uma série de ação:

O herói parece não ter saída… o inimigo prime o gatilho da sua pistola… BAM!...

O episódio acaba aí e ficamos sem saber se o herói morreu ou não.

Somos invadidos por tensão emocional que fica por resolver…

E por isso ficamos ansiosamente à espera do próximo episódio na semana seguinte (ou logo de seguida, se os virmos no Netflix).

O mesmo pode ser aplicado no marketing de conteúdo:

Abrir um tópico ou uma história num email… mas não revelar ou resolver esse mesmo tópico...

Fazendo com que o leitor fique atento a novos “episódios” nas semanas seguintes.

Sempre que a mente humana é apresentada com este tipo de suspense, procura imediatamente por um fecho.

E por isso é a técnica ideal para manter a sua audiência atenta e envolvida até que haja um fecho.

J.J. Abrams (criador da série "Lost") explica este conceito melhor que ninguém.

Mais à frente mostro-lhe um T.E.D. Talk genial onde expõe o conceito de “Mystery Box”.

A Psicologia por trás da necessidade de “fecho”

Esta procura por um “fecho” tem o nome de “Zeigarnik Effect” (Efeito Zeigarnik).

A sua origem advém de uma psicóloga russa chamada Bluma Zeigarnik, que um dia notou algo estranho num restaurante em Viena.

Os empregados de mesa pareciam apenas lembrar-se de pedidos que estavam no processo de serem servidos.

Quando esses pedidos eram servidos, evaporavam-se da sua memória.

Com isto em mente, Bluma voltou para o seu laboratório para testar uma teoria sobre aquilo que tinha observado.

Pediu aos participantes do teste que completassem 20 simples tarefas no laboratório, sendo que algumas dessas tarefas eram interrompidas a meio.

No final, pediu aos participantes que lhe indicassem quais as actividades que se lembravam de ter feito.

O resultado foi surpreendente:

As pessoas lembravam-se das tarefas incompletas 2X mais do que as tarefas completas.

Ou seja, o "Efeito Zeigarnik" trata-se de uma tendência humana que faz com que nos lembremos de tarefas incompletas mais vezes do que tarefas completas.

Por outro lado, existe também a necessidade quase irresistível de querer completar uma tarefa assim que é iniciada.

O esforço cognitivo que advém destes pensamentos intrusivos é apenas terminado quando uma pessoa regressa para completar a tarefa.

Outra técnica incrivelmente poderosa que é usada vezes sem conta nas séries de TV, é a abertura de múltiplos “cliffhangers”.

Ou seja, múltiplas histórias são iniciadas quase simultaneamente, não sendo resolvidas de imediato…

Mantendo a audiência cada vez mais curiosa e envolvida…

Mas mais importante que isso, a lembrar-se de cada uma dessas histórias que ficaram por acabar!

Histórias dentro de histórias dentro de histórias.

Muito eficaz.

Veja o vídeo abaixo, onde o Kevin Hogan mostra um exemplo deste tipo de múltiplas aberturas de histórias incompletas:

Como Aplicar Cliffhangers no Seu Marketing de Conteúdo

cliffhangers, manter atenção, criar curiosidade, open loops

Todos os seus emails, vídeos, artigos de blog, ou posts em redes sociais devem conter pelo menos um destes elementos.

É a maneira mais eficaz de manter a sua audiência atenta, curiosa, e na expetativa de receber mais conteúdo da sua parte.

Se tudo isto soa complicado, não se preocupe.

No final deste artigo vou mostrar-lhe um exemplo simples.

No fundo, tudo se resume a três pontos importantes que você tem que se lembrar e explorar:

1. As pessoas precisam de ter um “fecho”

2. Quando não obtém esse fecho, o seu potencial de resposta e atenção aumenta exponencialmente

E é tudo.

Lembre-se destes três pontos e tudo será incrivelmente simples.

Terá a atenção total da sua audiência…

E fará com que as pessoas estejam mais inclinadas a ler os seus emails, clicar nos seus links, ou simplesmente fazer aquilo que lhes pedir.

Não precisa de se mais complicado que isto.

Ah... reparou?

Apenas listei dois pontos acima…

Pois, a verdade é que o ponto número três é demasiado poderoso para lhe revelar aqui…

Tenho que guardar algo para mim.

Pode ser que lhe diga num outro artigo no futuro…

Vou pensar no assunto.

Um abraço,

-Tiago "à beira do precipício" Faria

P.S.

Sentiu uma necessidade estranha de querer saber o que é este terceiro ponto?

Bom, a verdade é que… não existe nenhum terceiro ponto.

Estava simplesmente a demonstrar o efeito dos cliffhangers!

Mas para obter o máximo efeito, devia ter revelado que não existe nenhum ponto 3 apenas num próximo artigo… ou email… ou post.

Devia ter deixado o suspense crescer na sua mente durante mais uns dias…

E é aí que se torna 10x mais poderoso.

Quer saber a verdade?

Tenho estado a usar cliffhangers em todo este artigo.

Volte atrás e tente encontrá-los!

Ah, quase me esquecia:

Aqui está o link do tal T.E.D. Talk de J.J. Abrams, o criador da série “Lost” 🙂

About the Author Tiago

O Tiago ajuda empreendedores a criar negócios bem sucedidos, sustentáveis e gratificantes para si, para as suas famílias e para as suas comunidades. Depois de 8 anos a trabalhar na Google em Dublin, este blog é o resultado de anos de experimentação e aprendizagem nas áreas de criação de conteúdo, SEO, copywriting, publicidade e conversões online.

follow me on:

Leave a Comment: